Vice-Presidente do BEI (Banco Europeu de Investimento)
Ricardo Mourinho Félix é Vice-Presidente do Banco Europeu de Investimento (BEI) desde outubro de 2020. Nestas funções, supervisiona as atividades de financiamento e tesouraria do Banco, análise económica e investigação, bem como as operações de empréstimo de apoio à Economia Azul, a resposta do BEI aos desafios migratórios, e os apoios a programas da UE como o Mecanismo de Recuperação e Resiliência, o Invest EU e o Mecanismo de Transição Justa no contexto do Pacto Ecológico Europeu. Supervisiona ainda as relações com agências de notação financeira, instituições nacionais de promoção, OCDE e “think tanks”. É responsável pelas relações institucionais com Espanha e Portugal, Argélia, Marrocos, Tunísia e países das Caraíbas e América Latina. Entre 2015 e 2020, Ricardo Mourinho Félix foi Secretário de Estado Adjunto e das Finanças, tendo sido nomeado para o governo de Portugal após uma carreira de mais de 20 anos no Banco de Portugal, onde era responsável pelo Departamento de Economia Portuguesa desde 2013. É Mestre em Economia pela Universidade Nova de Lisboa e Licenciado em Economia pelo ISEG.
Acceleration Office Generation Platform at EDP
José Carlos Sousa é Engenheiro Eletrotécnico com experiência no sector das utilities, Planeamento Estratégico, Mercados e Análise de Risco. Presentemente desenvolve a sua atividade na Área de Desenvolvimento Empresarial para a Plataforma Ibérica de Geração Convencional. Entre 2018 e 2021 trabalhou nas áreas de Mercados e Risco Regulatório. Entre 2006 a 2018 integrou o Departamento de Regulação e Mercado da EDP Produção, desenvolvendo a sua atividade nas áreas de Planeamento Estratégico, Análise de Investimentos, Análise Técnica e Económica de Centrais Hidroelétricas, Apoio à Decisão, Simulação e Regulação. Detém Mestrado em Energias Renováveis e Doutoramento em Engenharia Eléctrica com estudos em Apoio à Decisão e Inteligência Artificial aplicada a Mercados de Eletricidade.
Diretora Novos Negócios Portugal Ventures
A Helena Maio é licenciada em Economia (1991) pela Faculdade de Economia da Universidade do Porto e frequentou vários cursos de formação executiva e o programa de estratégia disruptiva da HBX/Harvard Business School com o Professor Clayton Christensen (2016). É assessora do Conselho de Administração da Portugal Ventures e Diretora da unidade de investimento de New Business/Novos Negócios. Diretora de Investimentos, Gestora de Investimentos e Assessora do Conselho de Administração da Portugal Ventures/InovCapital (2002-2005, 2008-2018). Foi membro do Conselho de Administração da Principal Power, Inc. (entre 2014 e 2019), membro do Conselho de Administração de várias participadas da Portugal Ventures, InovCapital e PME Capital, membro do Conselho de Administração do Fundo de Garantia do Crédito Agrícola Mútuo, membro executivo do Conselho de Administração e CFO da ADI – Agência de Inovação (2005-2008), Diretora de Corporate Finance do CENTRAL Banco de Investimento (1994-1998;1999-2001), Adjunta do Secretário do Estado do Orçamento (Ministério das Finanças)(1998-1999), membro do Conselho Fiscal da INGA (Pagador do FEOGA em Portugal)(1998-2003), Economista no Gabinete de Estudos da Bolsa do Porto e coordenadora do Departamento de Operações e Mercados (1991-1994). Tem também experiência no mundo académico, como professora no Instituto Superior de Gestão Bancaria onde lecionou as disciplinas Mercados Financeiros e Gestão Bancaria.
Membro do Conselho Executivo da EDP Geração
Joana é Membro executivo da EDP Geração, a unidade de geração convencional do Grupo EDP, onde detém responsabilidades na transição do carvão para a energia verde, inovação e desenvolvimento de negócios, transformação digital, sustentabilidade e envolvimento das partes interessadas. É copresidente da Comissão de Geração e Ambiente da Eurelectric, associação do setor de geradores de energia na Europa, e preside à iniciativa da Central Elétrica da Eurelectric (aproximação da biodiversidade e implantação de energias renováveis). Algumas das suas responsabilidades atuais incluem planos de adaptação climática da frota hídrica e térmica, os planos de transição das centrais térmicas em projetos de energia verde, investimentos híbridos (acoplamento de centrais eólicas e solares aos pontos de conexão hídricas existentes), projetos de PV flutuantes, conversão de antigas centrais a carvão em centros de energia verde. Joana faz parte da Direção de Inovação Global da EDP, onde ajuda a identificar e selecionar novos negócios para investir, no espaço energético da descarbonização. É também diretora não executiva da EDA- Eletricidade dos Açores, a empresa de energia integrada açoriana, onde estão a ser implementados projetos inovadores de baterias e sistemas insulares isolados.
Embaixador, Representante Permanente de Portugal junto da União Europeia
O Embaixador Pedro Lourtie é, desde abril de 2022, Representante Permanente de Portugal junto da União Europeia. Com uma vasta experiência diplomática, iniciada em 1995, desempenhou diversas funções relevantes, destacando-se as de Representante Permanente Adjunto de Portugal junto da UE (2016-2022), Embaixador de Portugal na Tunísia (2015-2016), Cônsul-Geral de Portugal em Paris (2012-2015) ou Conselheiro Político na Delegação da Comissão Europeia em Washington Dc (2004-2005). Pedro Lourtie exerceu funções governamentais entre outubro de 2009 e junho de 2011, enquanto Secretário de Estado dos Assuntos Europeus. Antes fora Chefe de Gabinete do Primeiro-Ministro entre 2006 e 2009 e seu Assessor Diplomático entre 2005 e 2006. É Mestre em Estudos Económicos Europeus pelo Colégio da Europa (Bruges) e Licenciado em Economia pelo ISEG – Universidade de Lisboa.
Presidente da AICEP
Luís Filipe de Castro Henriques é Economista, com Mestrado em Economia pela Universidade de Cambridge, MBA pelo INSEAD e Licenciatura em Economia pela Universidade Católica Portuguesa (2002). É atualmente Presidente do Conselho de Administração da AICEP – Agência para o Investimento e Comércio Externo desde 2017. Entre 2014 e 2017 desempenhou funções como membro do Conselho de Administração da AICEP, com os pelouros do Investimento, Gestão Financeira e Comercial. Anteriormente coordenou as áreas de Estratégia de Marketing, Experiência do Cliente e Marketing Analytics no Grupo EDP, onde liderou diversos projetos de parcerias tecnológicas e desenvolvimento de produto. Desempenhou funções docentes em diversas disciplinas da licenciatura em Economia na Universidade Católica Portuguesa, tendo iniciado atividade profissional como consultor na McKinsey & Company. Exerceu funções públicas enquanto Adjunto do Ministro das Atividades Económicas e do Trabalho do XVI Governo Constitucional e da Secretária de Estado da Habitação do XV Governo Constitucional. Recebeu o Prémio Excelência da CGD e vários outros Prémios de Mérito Académico.
Membro do Conselho de Administração da Sonae MC, SGPS, SA e Administrador do Pelouro Operações e Cliente
Membro do Conselho de Administração da Sonae MC, SGPS, SA e Administrador do Pelouro Operações e Cliente. José Fortunato é licenciado em Economia pela Universidade do Porto ( 1991) , tendo efetuado programa de MBA por INSEAD Fontainebleau ( 1994). Antes de ingressar na Sonae em 1999, exerceu funções na Direção do CISF Banco de Investimentos, SA , bem como do Banco Espírito Santo, SA. Ao longo da sua carreira na Sonae, participou em vários projetos : Cartão Universo, Cartão Cliente Continente, Starfish, Retail 2020, Continente Online, Serviços Financeiros, Operações Loja, Cost Killing , Comportamento Cliente, Digital, Retalho e Sustentabilidade Ambiental. José Fortunato tem como principais hobbies, Desporto ( em particular futebol), Viagens, Cinema, Gastronomia e Enologia.
CEO BPI
João Pedro Oliveira e Costa, 56 anos, é Presidente Executivo (CEO) do Banco BPI e Membro da Comissão Executiva do Conselho de Administração. Antes de ser nomeado CEO em novembro de 2020, João Pedro Oliveira e Costa era responsável pelas áreas de negócio de Particulares e Negócios e Membro da Comissão Executiva do BPI. Com 30 anos de experiência no Grupo BPI, hoje Grupo CaixaBank, liderou o Private Banking e mais tarde os Centros de Investimento do banco, cargos que ocupou até 2014. Foi Administrador Não Executivo da Companhia de Seguros Allianz Portugal e da Sociedade Gestora BPI (Suisse), até dezembro de 2020. Iniciou a sua carreira profissional no sector financeiro, na área de gestão de ativos, no grupo BCP. É licenciado em Administração e Gestão de Empresas pela Universidade Católica Portuguesa.
Diretor do Departamento de Assuntos Orçamentais do FMI
Vítor Gaspar encontra-se no FMI, sendo atualmente Diretor do Departamento de Assuntos Orçamentais. Anteriormente foi Ministro de Estado e das Finanças entre 2011 e 2013. Ocupou várias posições em instituições Europeias e Portuguesas, incluindo a de responsável pelo BEPA (Bureau of European Policy Advisers) da Comissão Europeia, Diretor-Geral de investigação no Banco Central Europeu, Diretor de Estudos Económicos e Estatísticos do Banco de Portugal, e Diretor de Estudos Económicos do Ministério das Finanças português. Vítor Gaspar é doutorado com agregação em Economia pela Universidade Nova de Lisboa e tem licenciatura pela Universidade Católica Portuguesa.